O Centro Cultural Boqueirão convida todas as escolas da região a participarem do FITO Curitiba 2012 – Festival Internacional de Teatro de Objetos – dia 25 de Maio no MON – Museu Oscar Niemeyer.

A participação é gratuita, cabendo a escola apenas entrar em contato com o nosso centro cultural para maiores informações. Se você é aluno ou funcionário de uma escola da região, avise a coordenação para que não percam essa oportunidade!

TEATRO COMO OBJETO CULTURAL
Historicamente, o Teatro de Objetos é uma das mais significativas expressões da cultura simbólica, crítica e metafórica, tornando-se plural com o passar dos anos. Arte que transita do lírico ao épico, do tradicional ao moderno e pós-moderno. No Brasil, tal cultura, por pura falta de acesso e reciclagem, tem sido pouquíssimo explorada. Diferentemente do que acontece no continente europeu e norte-americano. Um exercício constante da imaginação, do intelecto e de ludicidade para os espectadores através do entretenimento. É o lazer cultural.

TEATRO COMO OBJETO EDUCATIVO PARA O ARTISTA
Como a maior parte dos grupos de teatro tradicional brasileiro, bem como os de formas animadas, poucos têm produzido nesse segmento. Promover oficinas, disseminando conceitos e técnicas, parece uma importante ferramenta para, do ponto de vista educativo, formar novos grupos e fomentar espetáculos envolvendo o Teatro de Objetos.

TEATRO COMO OBJETO EDUCATIVO PARA A PLATEIA
Levar para o público uma curadoria de espetáculos nunca antes vista já é algo que prende a curiosidade. Agora, levar não somente peças inéditas, mas a própria especificidade teatral nunca antes vista pelo grande público é, no mínimo, surpreendente. Portanto, fazer a população ter acesso ao Teatro de Objetos, dentro de uma seleção de temas e companhias de altíssimo nível criativo, é fazer com que as pessoas inaugurem algo nunca antes vivenciado, estimulando a metáfora, o pensamento imaginativo, a capacidade de associar símbolos; é trazer referências; enfim, é fazer da experiência teatral uma vivência que eleve sua capacidade inteligente e sensível, educando a plateia para algo que só contribuirá com a formação do público, que terá mais referências e, consequentemente, irá se tornar mais exigente e preparado.